AMÉRICA FUTEBOL CLUBE (HISTÓRIA) - MINAS GERAIS

O América Futebol Clube é um clube brasileiro quase centenário (fundado em 30 de Abril de 1912) sediado na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. A sua mascote é um coelho e o seu uniforme é verde e preto.

História
Residentes, quase todos, nas esquinas das Ruas Bahia e Timbiras, os fundadores eram Ademar Meira, Afonso Silviano Brandão, Alcides Meira, Álvaro Moreira da Cruz, Augusto Pena, Aureliano Lopes Magalhães, Caetano Germano, César Gonçalves, Francisco Bueno Brandão, Fioravante Labruna, Gérson de Salles Coelho, Guilherme Halfed, Henrique Diniz Gomes, José Miranda Megale, Leonardo Gutierrez, Leon Roussoulliéres Filho, Oscar Gonçalves e Waldemar Jacob.

A escolha do nome foi feita através de sorteio realizado na casa de Ademar Pereira. Foram escritos vários nomes em pedaço de papel e colocados em um chapéu pertencente a Aureliano Magalhães. Coube a irmã de Ademar, Alda, retirar do chapéu o nome América. Entre os nomes estavam Riachuelo, Arlequim, Timbiras e Guarany.

As cores do clube desde a sua fundação foram verde e branca e o escudo do clube no lado esquerdo. Os calções pretos foram introduzidos três anos mais tarde. Em 1971, para comemorar o título mineiro daquele ano, foi criada a camisa com listras verticais verdes e pretas usada hoje. O time usou um uniforme vermelho e branco para protestar contra a profissionalização do futebol.

O primeiro campo, sem grama, onde os jogos eram realizados localizava-se entre as ruas Espírito Santo, Timbiras e Avenida Álvares Cabral e mais tarde uma área próxima ao Córrego Leitão e o campo do Atlético Mineiro.


A primeira equipe americana foi formada por Oscar Gonçalves, Leonardo Gutierrez e Fioravante Labruna, Luiz Guimarães, Augusto Pena e Lincoln Brandão, Dario Ferraz, Waldemar Jacob e Geraldino de Carvalho.

No ano seguinte de sua fundação, em 1913, o América fundiu-se com o Minas Gerais Futebol Clube e o elenco cresceu muito. Outra adesão importante foi a ida de jogadores do Atlético Mineiro para o América, devido a problemas internos do Galo.

A primeira grande vitória foi contra o Atlético Mineiro por 1 x 0 , gol de Júlio Cunha e o primeiro amistoso interestadual foi contra o Flamengo no campo do Prado Mineiro e o América venceu por 2 x 1.

O início de um período de glórias, jamais visto pelo futebol mineiro, começou em 1º de novembro de 1915. O América venceu a até então imbatível equipe da Mina do Morro Velho, formada por ingleses, por 3 x 0. Jogaram pelo América Didico, Mário Pena e Luiz Guimarães, Kainço, Otávio Pena e Henrique Diniz, Edson Jacob, João Brito, José Borges, Oscar Monte e Mimi.

Em 1916, o América armou uma poderosa equipe onde despontavam Carlos Quadros (Kainço), Francisco Mattos, Celso Mascarenhas, João Brito, Otacílio Negrão de Lima, Oscar Monte, Floriano Faria, José Borges de Carvalho e outros, conquistando dessa maneira o campeoanto nesse ano e nos subseqüentes até 1925. O América se sagrava decacampão estadual. Recorde somente igualado pelo ABC, de Natal/RN, na década de 30. Participaram dessa conquista e engrandeceram o pavilhão americano Didico e Gargalhada (Euclides e Celso Mascarenhas), Marute (Mário Pena), Luiz Guimarães, Kainço(Carlos Quadros), Otacílio Negrão de Lima, Francisco Mattos, Fausto Joviano, José Borges de Carvalho, Oscar Monte, Floriano Faria, Antônio A. Benjamim, Edson Jacob, Waldemar Jacob (Rato), Fausto Ferraz, Gérson de Salles Coelho, Líncoln Brandão, Augusto Pena, Honório Otoni, Manoel Hermeto, Augusto Pinto, Antônio Hermeto (Tonico), Mário Jungueira, Mário Pereira, Vicente Innéco, Camilo Pimentel, Bolivar Moreira de Abreu, Joel de Salles Coelho, Lucas Machado, Raimundo Duarte de Oliveira, Gilberto Dufles, Afonso Silviano Brandão, Geraldino de Carvalho, Henrique Den Dopper, Alcides Meira, Márcio Motta, Francisco Rodrigues da Silva, Satyro Taboada e Agenor Silva.


Em Setembro de 1922, o América inaugurou o seu primeiro estádio, onde se encontra atualmente o Mercado Municipal, mas o grande marco na vida americana foi o dia 27 de Maio de 1948, quando o Estádio "Otacílio Negrão de Lima", na Alameda, foi inaugurado. No mesmo ano conquistou seu primeiro título mineiro na era profissional foi em 1948 e depois disto foi campeão também nos anos de 1957, 1971, 1993 e 2001. Foi campeão brasileiro da série B em 1997 e o primeiro campeão da Copa Sul-Minas em 2000.

É o único clube de Belo Horizonte a possuir um estádio próprio, Estádio Raimundo Sampaio - o Independência, inaugurado dia 29 de junho de 1950, com capacidade para 18.000 pessoas. Seu gramado mede 110 x 75 m e foi palco da partida U.S.A 1 x 0 England na Copa de 50.

É formador de grandes jogadores do futebol brasileiro como Tostão (campeão na Copa do México, em 1970), Éder Aleixo, Palhinha, Euller, Gilberto Silva, Evanilson (todos com passagem pela Seleção Brasileira), dentre outros.

Torcidas do América
  • Torcida Desorganizada Avacoelhada
  • Unida Nação Americana
  • Koelhomania
  • Coelhões da Elite, fundada em 21 de abril de 1977, a mais antiga
  • Seita Verde, fundada em 21 de outubro de 2003.

O América conquistou não somente um, mas dois decacampeonatos, conquistando no primeiro e no segundos quadros.

Conquistou a Tríplice Coroa em 1957, sendo Campeão Profissional, Aspirante e Juvenil, título este que outra equipe mineira está utilizando no atual momento.

Manuel Guimarães, atleta americano é o recordista mundial de pontos em uma partida de basquete, 178.

Fonte: Carlos Paiva, autor da enciclopédia do América, e do Almanaque do América.

Fonte: Mega Times e Klima Naturali
Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

CityGlobe