FIFA PREJUDICA CABO VERDE E BENEFICIA A TUNÍSIA NAS ELIMINATÓRIAS DA COPA 2014

O jogado Varela, da seleção caboverdiana, foi suspenso por quatro jogos após ser expulso em um jogo anterior do Grupo B contra a Guiné Equatorial, em duelo que Cabo Verde perdeu por 4 x 3 e que posteriormente foi anulado. Os adversários escalaram um jogador de maneira irregular, e os tubarões azuis foram considerados vencedores. Portanto, se o jogo foi anulado, o cartão vermelho atribuído a Varela não deveria ter sido considerado.

Cabo Verde recorre à CAS
A seleção de Cabo Verde ainda nutre esperanças de ir à Copa do Mundo de 2014. A equipe africana recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a punição imposta pela Fifa que custou a eliminação precoce nas eliminatórias para o Mundial do Brasil. O tribunal sediado na Suíça revelou que recebeu o recurso nesta terça-feira, mas não precisou quando sairá o veredito.  As informações são da "Agência Reuters".

A equipe de Cabo Verde acabou punida por ter escalado Fernando Varela de forma irregular na vitória por 2 a 0 sobre a Tunísia, no dia 7 de setembro, pela última rodada das eliminatórias africanas para a Copa de 2014 - resultado que havia classificado o país para a fase final da disputa. Com a punição, os pontos da vitória foram retirados de Cabo Verde e a vaga no mata-mata acabou ficando com a própria Tunísia.

Se o jogo foi anulado, tudo que acontece no jogo deve ser anulado, inclusive o cartão vermelho atribuído a Varela
Anteriormente, no início de outubro, a Fifa rejeitou o recurso apresentado pela Federação Cabo-verdense de Futebol (FCF), que tentou apelar diante da CAS. Nesse período, a Tunísia foi a campo pela primeira partida do mata-mata das eliminatórias africanas e empatou em casa em 0 a 0 com Camarões. O segundo e decisivo duelo será no próximo dia 17.

Fonte: Mega Times e Klima Naturali
Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

CityGlobe